Sábado, 21 de Maio de 2022 18:04
31 3564-0502
Diversidade & Inclusão Artigo de Opinião

Como ensinar crianças e jovens a serem protagonistas de suas vidas?

O protagonismo é uma maneira de reconhecer a geração de mudanças decisivas na realidade social, cultural e política.

02/02/2022 01h48
508
Por: Vanessa Reis Fonte: Solange Bottaro, do Instituto Ramacrisna
Foto: Marcos Tadeu
Foto: Marcos Tadeu

Segundo o dicionário Michaelis, “protagonista” é  o participante ativo ou de destaque em um acontecimento. Protagonismo deriva do grego protagonistes, onde “protos” significa principal ou primeiro e “agonistes” significa lutador ou competidor. O Protagonismo infanto-juvenil é uma prática educativa desenvolvida para esta faixa etária, que possui o intuito de estimular a participação social desse público na sociedade, desempenhando um importante papel na transformação da realidade. Uma vez que eles são o elemento central e participam da elaboração e execução de ações propostas, que podem ter também gancho em matérias escolares e cursos de qualificação profissional.

O termo de Protagonismo Juvenil foi criado por Antônio Carlos Gomes da Costa, um educador mineiro, e insere o conceito de estimular a participação social dos jovens, de forma a auxiliar não somente com o desenvolvimento pessoal, mas que ele possa contribuir para a comunidade na qual está inserido, incluindo seus familiares. Deste modo o protagonismo juvenil contribui para a formação de pessoas mais autônomas,comprometidas socialmente, com valores de solidariedade, o que coopera na transformação social.

A Instituição Social Ramacrisna, que desenvolve há décadas, projetos culturais, educacionais e profissionalizantes, voltados para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Betim e região, tem como missão transformar vidas por meio de soluções em educação e profissionalização, visando o desenvolvimento humano, cultural, social e ambiental. E como um dos valores o altruísmo, que é o outro como centro das ações da organização. Promovendo assim por meio de suas atividades desenvolvidas o protagonismo infanto-juvenil, de modo a ensinar essas crianças e jovens, a serem protagonistas de suas próprias vidas. Esse protagonismo pressupõe uma relação dinâmica entre conhecimento, responsabilidade, participação, e criatividade como uma forma de fortalecimento da perspectiva de educar para a cidadania. 

Portanto, o protagonismo infanto-juvenil, é uma maneira de reconhecer que a atuação das crianças e jovens pode gerar mudanças decisivas na realidade social, cultural e política em que estão inseridos. Sendo um ganho para esse público, pois desenvolvem competência para se tornarem adultos autônomos, solidários e que terão competência pessoal, social, produtiva e cognitiva. E a sociedade ganha em diversos pontos, pois receberá jovens preparados em diversas habilidades, aptos a serem cidadãos com a tomada de consciência, com um pensamento social desenvolvido e apto a realizar em sua e em outras vidas, transformações do âmbito social. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias